sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Mais de 90% das empresas já inserem a sustentabilidade em suas práticas e gestão


34% dos entrevistados afirmam incorporar o tema nos processos de gestão e 26% nas estratégias do negócio

Pesquisa realizada pela Amcham Brasil (Câmara Americana de Comércio) em agosto com 105 profissionais de diversos setores, mostra que 99% das empresas já inserem a sustentabilidade em suas práticas e gestão. As questões foram respondidas durante o 2º Seminário de Sustentabilidade da Amcham, em São Paulo.

Dos participantes, 34% afirmam incorporar o tema nos processos de gestão e 26% nas estratégias do negócio. Outros 21% dizem adotar políticas e procedimentos para atender à legislação, como um custo para fazer negócios, e 18% já influenciam na mobilização para um amplo envolvimento do mercado nas questões de sustentabilidade. Apenas 1% dos entrevistados diz ainda não inserir o tema em suas práticas e responsabilidades.

“Podemos ver como o tema da sustentabilidade vem evoluindo dentro das empresas e contribuindo para o desenvolvimento delas. Se fizéssemos essa pesquisa há 10 anos, veríamos a maioria das companhias negando a sustentabilidade ou adotando práticas para atender à legislação”, diz Daniela Aiach, diretora de Sustentabilidade da Amcham.

Entre os principais benefícios citados estão o estímulo à cultura de inovação e visão de longo prazo (33%); maior eficiência na gestão e redução de riscos (32%); o senso de orgulho junto ao público interno e melhoria do clima organizacional (21%); melhoria da imagem e reputação (14%); e acesso a mercado, crédito e financiamentos (1%).

Principais desafios

Na pesquisa, 25% dos respondentes disseram que o descompromisso de executivos é o principal desafio para o avanço da sustentabilidade nas empresas. A falta de visão e comprometimento da alta liderança (conselheiros, CEO, acionistas e diretores) vêm em segundo lugar, com 14%.

Para 25%, a maior barreira é a falta de incentivos de mercado (clientes, fornecedores e consumidores), crédito e financiamentos que estimulem a gestão para a sustentabilidade. “O mercado não está fechado para a sustentabilidade, mas é preciso incentivar a capacitação dos fornecedores e stakeholderspara que possam atender às novas demandas das empresas por operações mais sustentáveis”, explica Daniela.

Além disso, 17% afirmam que dificuldades com o resultado financeiro não permitem avanço com o tema. E 19% destacam também a falta de incentivos governamentais. “A sustentabilidade não é prioridade para o governo e todos os processos que envolvem o tema, como aprovação e regulamentação de produtos mais sustentáveis, são muito burocráticos”, diz.

Prêmio Eco

As inscrições para o Prêmio ECO 2014, realizado pela Amcham Brasil (Câmara Americana de Comércio) desde 1982, foram prorrogadas até 12 de setembro. Podem candidatar-se empresas de todo o país, públicas, privadas ou de economia mista, e de todos os portes.

Ao longo de três décadas, o prêmio mobilizou 2.211 companhias nacionais e multinacionais, responsáveis por inscrever 2.698 projetos.

Informações sobre inscrições, regulamento, julgamento e cases vencedores das edições anteriores estão no site www.premioeco.com.br. A cerimônia de premiação acontecerá em 5 de dezembro, na sede da Amcham, em São Paulo.

Fonte: Plurale.


CEPRO – Um Projeto de Cidadania, Educação e Cultura em Rio das Ostras.
Alameda Casimiro de Abreu , n° 292, 3º andar, sala 02 - Bairro Nova Esperança - centro
Rio das Ostras
Tel.: (22) 2771-8256 e Cel  9807-3974
E-mail:
cepro.rj@gmail.com
Blog:
http://cepro-rj.blogspot.com/
Twitter:
http://www.twitter.com/CEPRO_RJ 

 

Nenhum comentário: