terça-feira, 29 de junho de 2010

REALIZADA EM BRASÍLIA A 2ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE ECONOMIA SOLIDÁRIA: O CEPRO ESTEVE PRESENTE





A 2ª Conferência Nacional de Economia Solidária (II CONAES) aconteceu nos dias 16 a 18 de junho, em Brasília/DF, com o título: “Pelo Direito de Produzir e Viver em Cooperação de Maneira Sustentável”.

Nos últimos anos realizaram-se no Brasil diversas conferências públicas em diferentes áreas. São momentos privilegiados de participação ativa da sociedade que possibilitam a expressão direta dos inúmeros interesses, necessidades, demandas e propostas dos vários segmentos ou setores organizados da sociedade, além da representação do poder público nas esferas municipal, estadual e federal.

Nesta perspectiva, o Conselho Nacional de Economia Solidária convocou o II CONAES, com o tema geral: “o direito às formas de organização econômica baseadas no trabalho associado, na propriedade coletiva, na cooperação e na autogestão, reafirmando a economia solidária como estratégia e política de desenvolvimento”.

Ao todo, foram realizadas 187 Conferências Regionais ou Territoriais, abrangendo 2.894 municípios brasileiros, com 15.800 participantes dos segmentos representativos locais de economia solidária. Esta etapa inicial elegeu 4.440 delegados para as conferências estaduais, sendo 1.022 do poder público, 1.094 das organizações sociais e 2.324 de empreendimentos econômicos solidários.

A seguir, na etapa intermediária, foram realizadas 27 Conferências Estaduais de Economia Solidária, entre os meses de março e maio de 2010, com a participação de 4.659 pessoas, entre delegados(as) e convidados(as).

Para a etapa nacional, foram eleitos(as) nas Conferências Estaduais 1.460 delegados(as), sendo 365 do poder público, 385 de organizações sociais e 730 de empreendimentos econômicos solidários.

Em resumo, este é o desafio: avançar no reconhecimento do direito a outra economia que conduza a outro modelo de desenvolvimento. Esse será uma conquista dos sujeitos políticos que constroem a economia solidária no Brasil e que reivindicam o reconhecimento do Estado Brasileiro na forma de instrumentos efetivos de políticas públicas e programas de economia solidária, com participação e controle social.

O CEPRO – Centro Cultural de Educação Popular de Rio das Ostras -, que esteve presente em todas as etapas da II CONAES com delegados(as) eleitos(as), reconhece e participa dessa política. Além disso, já vem divulgando e atuando na campanha nacional: “Eu pratico a economia solidária”.

Outras informações podem ser obtidas na Secretaria Nacional de Economia Solidária pelo telefone (61) 3317-6308 ou acesse http://www.mte.gov.br/


CEPRO – Um projeto de cidadania, educação e cultura em Rio das Ostras

Avenida das Flores, nº 394 – Bairro Âncora
Rio das Ostras – RJ
Telefone: (22) 2760-6238 / (22) 9834-7409
Siga o CEPRO no Twitter: http://www.twitter.com/CEPRO_RJ  


domingo, 27 de junho de 2010

ACORDO VISA REDUZIR LIXÕES NO RIO DE JANEIRO




Recente notícia veiculada pela imprensa informou que o estado do Rio de Janeiro virá adotar modelo europeu de reciclagem com a promessa de que o lixo produzido estará perto de “sumir de rios, lagos e aterros clandestinos”.

Um acordo de cooperação assinado entre a Secretaria Estadual do Ambiente e Portugal visa reduzir o volume de resíduos recicláveis nos lixões.

Assim, o projeto aumentará dos atuais menos de 3% dos resíduos recicláveis para mais de 50% em relação ao volume total de recicláveis gerados no estado.

O modelo tem como idéia central estimular as indústrias a gerir todos os tipos de resíduos com “benefício imediato para o meio ambiente”. Esses resíduos vão desde plástico e papel a carcaças de automóveis, passando por artigos eletrônicos.

Para viabilizar o projeto, a legislação ambiental deverá ser aprimorada “de modo a responsabilizar a indústria pelo lixo final de seus produtos”.

A medida propõe resolver o problema de um terço do lixo do estado ir para lixões, rios e lagoas.

Este acordo com Portugal seria um primeiro passo para “mudar o quadro ainda caótico da gestão do lixo no estado”.

Para o CEPRO – Centro Cultural de Educação Popular de Rio das Ostras – tais iniciativas diante da complexidade e custos precisam ser melhor conhecidas e debatidas. E,depois, não ficarem apenas no papel como tantas outras conhecidas.

A sociedade civil organizada tem o papel importante a desempenhar nesta como em outras questões de interesse da coletividade.



CEPRO – Um projeto de cidadania, educação e cultura em Rio das Ostras

Avenida das Flores, nº 394 – Bairro Âncora
Rio das Ostras – RJ
Telefone: (22) 2760-6238 / (22) 9834-7409
Siga o CEPRO no Twitter: http://www.twitter.com/CEPRO_RJ  

RIO DE JANEIRO FICA MAIS EXPOSTO COM A PERDA DE ROYALTIES


A guerra doméstica pelos royalties do petróleo continua na ordem do dia e na pauta da imprensa falada e escrita. E a chamada “emenda da discórdia” continua entre os políticos favorecendo a prática do oportunismo, ainda mais acentuado em período eleitoral como o atual.

O centro da polêmica diz respeito à queda da receita, principalmente, para as compensações ambientais em caso, por exemplo, de vazamento de petróleo.

Está também na discussão o aperfeiçoamento do modelo de partilha que prevê que União e empresas compartilhem responsabilidade em eventuais acidentes.

O mega desastre ecológico ocorrido no Golfo do México em 20 de abril pôs mais “lenha na fogueira” nesta discussão, ressaltando que se o acontecido fosse, por exemplo, no Rio de Janeiro este não contaria com os royalties para promover compensação ambiental necessária aos danos provocados pelo acidente.

Especialistas têm alertado para problemas como o do México, que tem obrigado a indústria do petróleo do mundo todo a rever alguns procedimentos operacionais e atuar com mais cautela na exploração do petróleo.

Outros alertam no sentido da necessidade de uma legislação ambiental mais rigorosa para definir e cobrar responsabilidade, principalmente, em casos de acidentes.

Há aqueles que se dizem “convencidos” de que a emenda aprovada no último dia 10 de junho na Câmara dos Deputados se trata de uma “atrocidade”. Com isso, estados como o Rio de Janeiro ficam mais expostos a riscos ambientais.

Por fim, existem ainda críticos quanto à perda de oportunidade para aperfeiçoar o modelo regulatório, e não apenas o regime de partilha.

Para o CEPRO – Centro Cultural de Educação Popular de Rio das Ostras – toda essa guerra doméstica tem como motor a posse e o controle sobre os recursos advindos do petróleo e do poder daí resultante. Antes de nos consumirmos numa luta interna fratricida, devemos estar atentos para outras cobiças que estão para além de nossas fronteiras – as poderosas multinacionais do petróleo e seus grandes acionistas sempre ávidos pelo reembolso especulativo. Como diz a campanha nacional, “O petróleo tem que ser nosso”.


CEPRO – Um projeto de cidadania, educação e cultura em Rio das Ostras

Avenida das Flores, nº 394 – Bairro Âncora
Rio das Ostras – RJ
Telefone: (22) 2760-6238 / (22) 9834-7409
Siga o CEPRO no Twitter: http://www.twitter.com/CEPRO_RJ  

quinta-feira, 24 de junho de 2010

SARAMAGO, O NOBEL DA LÍNGUA PORTUGUESA




Em meio a atual Copa do Mundo, uma notícia correu o mundo, e o mundo homenageou um dos maiores escritores contemporâneos.

Aos 87 anos, morreu José Saramago (1922 – 2010) ganhador do Prêmio Nobel de Literatura, em 1998, até agora o único concedido pela Academia Sueca para um escritor de língua Portuguesa.

Autor polêmico e crítico, ao mesmo tempo, sofreu perseguições e ganhou adeptos mundo afora.Filiado ao Partido Comunista Português desde 1969, continuou fiel até seus últimos dias.

Saramago foi cronista político contundente e após a ditadura salazarista 1975, assumiu o cargo de diretor adjunto do “Diário de Noticias”, onde escreveu artigos em defesa da implantação do socialismo em Portugal.

Em 1989, foi eleito Presidente da Assembléia Municipal de Lisboa pelo Partido Comunista Português, tornando-se político, mas não confundindo obra literária com texto panfletário.

Para Saramago, a crítica social foi um dos motores de sua obra, sendo um marco de seus romances a união entre fantasia e política.A sua criação também fazia incursões pela história.

Sua vida toda foi comprometida com a militância de esquerda e suas opiniões políticas e religiosas seguiram cursando polêmicas, incluindo com o governo português e a Igreja Católica.

Além do Nobel de Literatura, recebeu em 1995 o Prêmio Camões, o mais importante da língua portuguesa.

Suas obras são reconhecidas mundialmente, merecendo traduções em vários idiomas.Entre as mais importantes, destacam-se: “ Levantando do chão”(1980), “Memorial do convento”(1982), “A jangada de pedra”(1986), “Historia do cerco de Lisboa”(1989), “O evangelho segundo Jesus Cristo”(1991), “Ensaio sobre a cegueira”(1995), “As intermitências da morte”(2005), e “Caim”(2009), sua última obra publicada.

Saramago fez visitas freqüentes ao Brasil, tendo firmado sua amizade entre brasileiros e, aqui, sua obra teve igualmente grande receptividade.

José Saramago nasceu em 16 de novembro de 1922, na aldeia de Azinhaga, Portugal, e morreu neste último 18 de junho, na Ilha de Lanzarote, nas Canárias, território espanhol.

O CEPRO – Centro de Educação Popular de Rio das Ostras – se junta a legião de admiradores e resume em uma única palavra, intraduzível para outros idiomas, para expressar esta sentida separação:saudades.



CEPRO – Um projeto de cidadania, educação e cultura em Rio das Ostras



Avenida das Flores, nº 394 – Bairro Âncora
Rio das Ostras – RJ
Telefone: (22) 2760-6238 / (22) 9834-7409
E-mail: cepro.rj@gmail.com   
Siga o CEPRO no Twitter: http://www.twitter.com/CEPRO_RJ  


FRÉDERIC CHOPIN - O POETA DO PIANO - 200 ANOS.




Em 1º de março de 1810, Frédéric François Chopin, em francês, ou Fryderyk Franciszek Szopen, em polonês, nasceu na aldeia de Zalazowa Wola, Ducado de Varsóvia,na Polônia. Neste ano de 2010, portanto, é comemorado em todo o mundo o seu bicentenário de nascimento.

Chopin é conhecido como um dos maiores compositores para piano e um dos pianistas mais importantes da história. Sua arte é comparada a de outros gênios do porte de Mozart e Beethoven. Sua influência duradoura na música perdura até os dias atuais e são muitos os seus apreciadores.

Foi um dos expoentes da música da chamada era romântica. E, em Paris, cidade que o acolheu, fez carreira e fama como intérprete, professor e compositor.

Chopin escreveu, predominantemente, para o piano, sendo que muitas obras são para piano solo. Seu repertório é essencial para este instrumento e usas composições exigem grande técnica dos seus intérpretes.

Quanto à expressividade musical, ela é marcada por profundo sentimento lírico, sendo o conjunto de sua obra considerado um dos pilares do romantismo na chamada música erudita do século XIX.

Chopin inovou nas formas musicais, como a balada e introduziu inovações nas formas existentes como a sonata, o prelúdio, o improviso, o estudo, o noturno, entre outras. Não deixou de dar um toque nacionalista quando mesclou sua música com elementos eslavos de sua origem natal.

Chopin, cuja saúde sempre foi debilitada, faleceu em Paris em 17 de outubro de 1849, aos 39 anos, vítima da tuberculose.

Por toda sua obra e pelo que ela representa para a história da música, este ano o mundo comemora seus 200 anos de nascimento e o CEPRO – Centro Cultural de Educação Popular de Rio das Ostras – rende esta justa e merecida homenagem a um dos Grandes Mestres da Música.



CEPRO – Um projeto de cidadania, educação e cultura em Rio das Ostras

Avenida das Flores, nº 394 – Bairro Âncora
Rio das Ostras – RJ
Telefone: (22) 2760-6238 / (22) 9834-7409
E-mail: cepro.rj@gmail.com
Blog: http://cepro-rj.blogspot.com/
Siga o CEPRO no Twitter: http://www.twitter.com/CEPRO_RJ

terça-feira, 22 de junho de 2010

THEATRO MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO – O ESPETÁCULO CONTINUA


A maior casa de espetáculos do país e uma das mais importantes da America do Sul, após a restauração e modernização, ganhou novos e magníficos ares do seu antigo esplendor.

Inaugurado em 1909, a centenária construção arquitetônica foi reaberta ao público, após vários anos de abandono e destruição. O trabalho de recuperação durou dois anos de intensa atividade e foi fruto de uma campanha de mobilização da sociedade e de empresas.

Uma verdadeira orquestra de especialistas em diversas áreas foi montada e mobilizada para revitalizar tão precioso monumento artístico: vitrais, mosaicos, cerâmicas, douramento, madeira, pinturas artísticas, cobertura de cobre, acústica, iluminação, infra-estrutura, além de prevenção e combate a incêndio.

Todo o trabalho contou com a participação e acompanhamento do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e do Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac).

O Theatro Municipal foi reinaugurado neste ano de 2010, ainda em meio às comemorações do seu centenário, contando com a presença de ilustres anfitriões.

Durante sua gloriosa história, outras tantas personalidades passaram pelo Theatro. Aqui destacamos algumas entre os representantes do mundo artístico: a maestrina Chiquinha Gonzaga, a soprano Bidu Sayão, o maestro Francisco Braga, o pianista Arthur Rubinstein, a bailarina Tatiana Leskova, a soprano Maria Callas, o tenor Paulo Fortes, a bailarina Margot Fonteyn, entre muitos e muitos outros artistas nacionais e estrangeiros.

O Theatro foi palco também para artistas populares consagrados pelo público e pela crítica. Por ali ainda passaram representantes da sociedade política.

Vale lembrar que por um longo período o Theatro serviu de cenário para, segundo alguns, “memoráveis” bailes de carnaval, hoje banidos do local.

O CEPPRO – Centro Cultural de Educação Popular de Rio das Ostras – se incorpora às comemorações pelo centenário deste importante espaço de cultura em nosso Estado. E planeja, para breve, convidar as crianças e jovens, que participam dos seus projetos, para assistir a um concerto ou balé, possibilitando assim o contato com outras formas de expressão artística.

Recentemente, o CEPRO propiciou visitas orientadas em outros espaços culturais no Rio de Janeiro, como o Centro Cultural do Banco do Brasil, o Centro Cultural da Justiça Eleitoral e o Palácio Tiradentes (Alerj).

Vida longa ao Theatro Municipal do Rio de Janeiro!


CEPRO – Um projeto de cidadania, educação e cultura em Rio das Ostras

 
Avenida das Flores, nº 394 – Bairro Âncora
Rio das Ostras – RJ
Telefone: (22) 2760-6238 / (22) 9834-7409
Siga o CEPRO no Twitter: http://www.twitter.com/CEPRO_RJ  







segunda-feira, 21 de junho de 2010

A TORCIDA DO CEPRO POR UM BRASIL CAMPEÃO


                                      




Patrocinada pela FIFA, a Copa do Mundo de Futebol em sua 19ª edição de 2010 põe à prova corações e mentes. No Brasil e no mundo. Como amplamente sabido, em dias de jogos da seleção brasileira, nosso País praticamente para. E, neste ano, a tradição continua.

Desde sua primeira versão em 1930, no Uruguai, até os dias de hoje, a Copa do Mundo tem sido um dos maiores feitos internacionais, com público estimado em mais de 1 bilhão de expectadores.

O Brasil esteve presente desde o início da competição, sagrando-se campeão em cinco ocasiões: 1958 (Suécia), 1962 (Chile), 1970 (México), 1994 (Estados Unidos) e 2002 (Japão e Coréia). Agora, na África do Sul, o Brasil busca o hexacampeonato.

Por todos os cantos, brasileiros e brasileiras estão juntos nesta confraternização, para além dos problemas cotidianos vividos por todos e todas. São alguns momentos de certo “alheamento” consentido e assumido...

Em nossa cidade, Rio das Ostras, como pelo Brasil afora, neste ano o ritual não é diferente: ruas enfeitadas, indumentária verde-amarela, bandeiras, trombetas, apitos, bateria (instrumentos musicais) e, para quem aprecia, a famosa cervejinha. E mais, os parentes, os amigos, os vizinhos e quem mais parecer.

O CEPRO – Centro Cultural de Educação Popular de Rio das Ostras – não poderia ficar de fora de toda esta festa. Só que a torcida do CEPRO recebeu um reforço de outros jovens torcedores, os pré-adolescentes da Infância Missionária da Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Rio das Ostras, acompanhados pela Srª Francisca e por alguns pais, que trouxeram doações para incrementar a festa, entre camisas e trombetas (para desespero de alguns adultos).

Pelo visto, até aqui, bem que a nossa seleção está precisando de uma boa “forcinha”. E para isso pode contar com toda energia e muito barulho de nossas crianças e jovens!

Comemorações à parte, é importante aqui registrar que em tempos difíceis de crise internacional, a África é entre os continentes o que mais sofre de miséria, fome e doenças. Devemos ter olhos e ouvidos também para isso. E, mais do que apenas torcer, vislumbrar a possibilidade de um mundo melhor para todos e todas.

CEPRO – Um projeto de cidadania, educação e cultura em Rio das Ostras

Avenida das Flores, nº 394 – Bairro Âncora
Rio das Ostras – RJ
Telefone: (22) 2760-6238 / (22) 9834-7409
Siga o CEPRO no Twitter: http://www.twitter.com/CEPRO_RJ  







terça-feira, 15 de junho de 2010

CEPRO APOIA MANIFESTAÇÃO DO RIO DE JANEIRO EM DEFESA DAS FLORESTAS.




Ambientalistas e agricultores familiares fizeram ato publico em defesa das florestas no dia 10 de junho, quinta, às 10 horas nas escadarias do Palácio Tiradentes (ALERJ).

O CEPRO – Centro Cultural de Educação Popular de Rio das Ostras – apoiou a manifestação estando presente no ato.

Ativistas de vários lugares e representando diversas entidades defenderam o desenvolvimento sustentável e condenaram a ameaça por parte da bancada ruralista no Congresso de esquartejar o Código Florestal brasileiro, acabando com a reserva legal e as Áreas de Preservação Permanente.

O ex-ministro do Meio Ambiente, o deputado estadual Carlos Minc estava à frente do movimento junto a importantes instituições defensoras da biodiversidade como a Contag, a Fetraf, Via Campesina, entre outros. A palavra de ordem era: “Mais alimento, menos desmatamento!”

O CEPRO apóia mais esta luta em defesa do Código Florestal e das nossas florestas.


CEPRO – Um projeto de cidadania, educação e cultura em Rio das Ostras
Avenida das Flores, nº 394 – Bairro Âncora
Rio das Ostras – RJ
Telefone: (22) 2760-6238 / (22) 9834-7409
E-mail: cepro.rj@gmail.com
Blog: http://cepro-rj.blogspot.com/
Siga o CEPRO no Twitter: http://www.twitter.com/CEPRO_RJ






sábado, 12 de junho de 2010

VIVÊNCIAS AMBIENTAIS PARA CRIANÇAS E JOVENS DA OFICINA AMBIENTAL


Caros Amigos(as), parceiros(as) e apoiadores do CEPRO

Chegamos ao final do 1º módulo da Oficina Ambiental - "Vivências Ambientais". O Projeto da Oficina Ambiental do CENTRO CULTURAL DE EDUCAÇÃO POPULAR DE RIO DAS OSTRAS propõe uma prática eco-cidadã através da formação ecológica, tendo entre suas ações fomentar o empoderamento social em defesa do meio ambiente e de seu entorno social, propiciando, assim, que se estabeleçam estratégias efetivas de intervenção no ambiente dessa comunidade e toda sua cidade.
No próximo sábado, dia 12 de junho, das 10h às 12h , no Parque Natural Municipal dos Pássaros , na rua Petrópolis s/nº, Jardim Mariléia , Rio das Ostras, Rio de Janeiro estaremos realizando o encerramento do 1º módulo de formação ecológica.
O projeto está sendo desenvolvido com as crianças e jovens da comunidade do Bairro Residencial Praia Âncora, de maneira rica, intervindo no processo de aprendizagem coletiva sobre o nosso ambiente e contribuindo na formação dos indivíduos, tornando-os mais críticos e responsáveis, sobre a preservação ambiental e a defesa do planeta.

Atenciosamente,

DIRETORIA DO CEPRO

CEPRO – Um projeto de cidadania, educação e cultura em Rio das Ostras.

Avenida das Flores, n° 394 - Bairro Residencial - Praia Âncora
Rio das Ostras - RJ
Tel.: (22) 2760-6238 e Cel.(22)9966-9436
Comunidade no Orkut:





sábado, 5 de junho de 2010

Exposição "O que é que faço com o teu lixo” no Parque dos Pássaros



O CEPRO – Centro Cultural de Educação Popular de Rio das Ostras – participa da Exposição de Arte Contemporânea “O que é que faço com o teu lixo”, que integra o Projeto Natureza e Arte.
A exposição ocorre de 01 a 15 de junho de 2010, das 09 às 16 horas, no Hall do Parque dos Pássaros. O endereço é Rua Petrópolis s/nº, Jardim Mariléa.
Várias peças produzidas pelas artesãs da Oficina de Arte e Reciclagem do CEPRO estão na exposição.
A entrada é gratuita.


CEPRO – Um projeto de cidadania, educação e cultura em Rio das Ostras


Avenida das Flores, nº 394 – Bairro Âncora
Rio das Ostras – RJ
Telefone: (22) 2760-6238 / (22) 9834-7409
Siga o CEPRO no Twitter: http://www.twitter.com/CEPRO_RJ

sexta-feira, 4 de junho de 2010

5 DE JUNHO DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE..TODO DIA É DIA DE PRESERVAR E CONSCIENTIZAR


Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente aproveitamos este espaço para realizarmos algumas reflexões.

De acordo com a Constituição Federal(88) em seu art.225: “todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o poder de difundi-la e preservá-la para a presente e futuras gerações”.

Nesse contexto, as iniciativas em educação ambiental também cresceram. Em 1999, foi promulgada a Política Nacional de Educação Ambiental – PNEA – Lei nº9.795/99, que determina direitos e deveres para toda a sociedade em relação à educação ambiental, seja dentro ou fora da escola. Trouxe a questão ambiental para o “espaço da educação”, que compreende os sistemas de ensino, os programas e as políticas de educação.

Caminhando nesta mesma linha, o Governo do Estado do Rio de Janeiro, através da Secretaria de Estado do Ambiente (SEA), na pessoa do Senhor Secretário, ex-ministro do meio ambiente, Carlos Minc, com a sua Superintendência de Educação Ambiental(SEAM) atuando em parcerias com as secretariais de Educação e de Ciências e Tecnologia, empenharam -se em fazer cumprir a lei nº3.325/99, que institui a Política Estadual de Educação Ambiental. Esta lei introduz a educação ambiental em todos os graus e modalidades do ensino de forma transversal, efetivando-se através do Programa Agenda 21 Escolar.

O objetivo é formar elos de cidadania nas escolas públicas estaduais, estimulando a participação, a formação sobre a temática ambiental nas escolas.

Apesar destes avanços na legislação, o sistema educacional ainda não tem conseguido com que seus alunos adquiram essa competência. Os currículos de todos os graus e modalidades de ensino não garantem a aquisição dos conhecimentos necessários à compreensão da problemática ambiental.

E perguntamos: Quais são os caminhos utilizados pelas escolas em educação ambiental? A escola tem proporcionado condições para a produção e aquisição de conhecimentos e habilidades e para o desenvolvimento de atitudes visando à participação individual e coletiva de sua comunidade?

Mediante a essas reflexões, é necessário que o processo educativo deva pautar-se por uma postura dialógica, problematizadora, comprometida com transformações estruturais da sociedade e de cunho emancipatório.

Em outras palavras, trata-se de escolher a diretriz que deve referenciar o seu projeto político pedagógico, o compromisso e a competência do educador deverão ser requisitos indispensáveis para se passar do discurso à ação.

Neste sentido, o CEPRO – Centro Cultural de Educação Popular de Rio das Ostras- está realizando juntos a nossa cidade, esta reflexão e produzindo ações efetivas para a construção de novas ecopedagogias.

Esta mediação é que poderá definir e redefinir, continuamente, o modo como os atores sociais, por meio de suas práticas, alteram a qualidade do meio ambiente.

Guilhermina Rocha ( Historiadora/Especialista em Educação)


CEPRO – Um projeto de cidadania, educação e cultura em Rio das Ostras


Avenida das Flores, nº 394 – Bairro Âncora
Rio das Ostras – RJ
Telefone: (22) 2760-6238 / (22) 9834-7409
Siga o CEPRO no Twitter: http://www.twitter.com/CEPRO_RJ  


quarta-feira, 2 de junho de 2010

CEPRO COMEMORA 2º ANIVERSÁRIO





No ultimo dia 30 de maio, domingo, o CEPRO – Centro Cultural de Educação Popular de Rio das Ostras – completou seu segundo ano de atividades culturais e educacionais.

No dia seguinte, 31 de maio, às dezenove horas, no plenário da Câmara Municipal de Rio das Ostras, um ato solene comemorou a passagem deste segundo aniversário.

A solenidade teve inicio com a apresentação dos Hinos Nacional e da Cidade de Rio das Ostras. Dando prosseguimento ao ato, a professora Guilhermina Rocha, presidente do CEPRO, convidou os representantes das entidades presentes para ocuparem a mesa: Sra. Denise Henrique, editora do Jornal Razão; Sr Renê Dutra, coordenador de organização do Sindicato dos Servidores Municipais de Rio das Ostras (Sindserv-RO) e Sra. Beatriz, da Associação Riostrense dos Trabalhadores Informais (ARTI) e a Sra. Lucimara Martins, do Meio Ambiente, Respeito e Esporte (MARE). A seguir, foram apresentados os diretores do CEPRO.

Desfeita a mesa de abertura, foram chamadas a ocupar seus lugares, as crianças amigas do CEPRO, que fizeram seus precoces “pronunciamentos”, sendo aplaudidas pelos presentes.

Apesar de uma noite de segunda feira, fria e chuvosa, a presença foi representativa, sendo concluídos os trabalhos com um pequeno coquetel.

O CEPRO, neste curto espaço de tempo, já tem recebido um retorno carinhoso dos participantes dos seus projetos e dos seus amigos apoiadores.

Para desenvolvimento dos seus projetos o CEPRO tem os seguintes pilares: CIDADANIA, EDUCAÇÃO, CULTURA, ARTE, INFÂNCIA-JUVENTUDE, MEIO AMBIENTE E DIREITOS HUMANOS.

Dos projetos do CEPRO, destacam-se: Biblioteca Popular “Patativa do Assaré”, Reforço Escolar, Contação de Histórias, Briquedoteca, Inclusão Digital. Oficina de Arte e Reciclagem, Alfabetização de Adultos, Oficina Ambiental, Historia e Memória de Rio das Ostras, Formação de Lideranças e Cine Cepro= vídeos e debates.

Neste período, o CEPRO vem promovendo campanhas de interesse público como: Campanha da Praia Limpa: Meio Ambiente é Atitude! “Não deixe seu lixo para trás”; Campanha de Combate à Dengue: “Não deixe o mosquito tirar onda”; Campanha “Eu pratico Economia Solidária” e Campanha do Voto Livre Consciente.

O CEPRO tem participado de instituições, como o Conselho Municipal de Meio Ambiente de Rio das Ostras; de diversas exposições, como a Feira de Economia Fraterna; além de promover várias atividades culturais, como as Feijoadas Culturais, as Festas Juninas, dentre muitas outras manifestações.

CEPRO, um sonho que se tornou realidade!



CEPRO – Um projeto de cidadania, educação e cultura em Rio das Ostras


Avenida das Flores, nº 394 – Bairro Âncora
Rio das Ostras – RJ
Telefone: (22) 2760-6238 / (22) 9834-7409
Siga o CEPRO no Twitter: http://www.twitter.com/CEPRO_RJ