terça-feira, 18 de setembro de 2012

Cerca de 15% da Mata Atlântica estão ameaçados por novos aglomerados urbanos


Até 2030, cerca de 1,2 milhão de km² da área do planeta deixará de ser inabitável ou preservada. Com o fenômeno, pelo menos 15% da Mata Atlântica e 2,5% do Cerrado encontram-se ameaçados por novos aglomerados urbanos. As informações são de um estudo realizado por pesquisadores das universidades de Yale, Texas A&M e Boston – todas nos Estados Unidos. 

Segundo a pesquisa publicada na segunda-feira, 17 de setembro, na revista da academia americana de ciências (PNAS), é possível que 205 espécies de anfíbios, mamíferos e aves possam sofrer os impactos causados por novos projetos urbanistas. Destes, 134 habitam o continente americano.

Um dos autores do estudo, Burak Guneralp, defendeu que, para evitar os grandes impactos, serão necessárias novas políticas de conservação, em busca de cidades sustentáveis. “Não é tudo pegada de carbono, como pensam os prefeitos atualmente, mas precisamos considerar como a expansão urbana implicará nas espécies não humanas e no valor dessas espécies para as gerações presentes e futuras”, frisou.

Investimento

Para a expansão das áreas urbanas no planeta serão gastos, no mínimo, US$ 25 trilhões (equivalente a R$ 50 trilhões), somando os investimentos de todos os países. O estudo aponta que a Ásia será responsável por metade deste valor, devido a China e a Índia, que irão consumir cerca de 55% do montante total aplicado na região, pois contam com projetos de expansão, que destruirão vilas e aldeias para transformá-las em grandes metrópoles.

Na África, a expansão urbana será concentrada em Guiné, no Quênia, Uganda, Ruanda, Burundi, Nigéria e Etiópia. A pesquisa aponta que a taxa de desenvolvimento deve ser 590% maior do que a de 2000.
Na América do Norte, a ocupação do solo deve dobrar de tamanho – aproximadamente 78% da população vive em áreas urbanas, atualmente. Apenas 48, dos 221 países terão crescimento insignificante.

Fonte: EcoD.


CEPRO – Um Projeto de Cidadania, Educação e Cultura em Rio das Ostras.
Alameda Casimiro de Abreu, 292, Bairro Nova Esperança - centro
Rio das Ostras
Tel.: (22) 2760-6238 e Cel.:(22)9966-9436
E-mail: cepro.rj@gmail.com  

Comunidade no Orkut:
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=55263085
Twitter: http://www.twitter.com/CEPRO_RJ


Nenhum comentário: