sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Inspirada no cronista João do Rio, exposição busca retratar a poética das ruas cariocas


da Agência Brasil

Considerado o maior cronista da cidade do Rio entre o fim do século 19 e as duas primeiras décadas do século 20, João do Rio (1881-1921) é a inspiração dos trabalhos da exposição que dois premiados artistas contemporâneos, Mauricio Dias e Walter Riedweg, inauguram quinta-feira (16) no Centro de Artes Hélio Oiticica, na capital. A mostra Até que a Rua nos Separe reúne nove instalações em vídeo, além de outras obras que envolvem fotografia, desenhos e música, tendo como ponto comum a busca de um retrato fiel de várias realidades cariocas.

Em A Alma Encantadora das Ruas, seu livro clássico, João do Rio quis captar os significados e as sensações que a cidade proporciona. A mesma inspiração, mas sob o olhar de uma videopoética contemporânea, está presente nos trabalhos dos dois artistas plásticos, todos feitos no Rio e tendo a cidade como tema.

“Procuramos mostrar um pouco do que a rua, como espaço público, reserva para a subjetividade de cada um, as relações entre os milhares de anônimos que por ela circulam e a relação deles com o espaço urbano”, explicou o carioca Mauricio Dias. Já Riedweg, suíço radicado no Rio, destacou o diferencial da cidade em relação a outras metrópoles. “No Rio, as relações humanas que constroem a sociedade não estão segregadas: os guetos estão espalhados por todo o tecido urbano”.

A relação da dupla com as ruas do Rio está expressa  nas duas obras que abrem a mostra, no andar térreo do Centro Hélio Oiticica. A instalação Caminhão de Mudança, projeto em andamento desde 2009, consiste em uma série de vídeos realizados em espaços públicos que são projetados em um caminhão. A outra é Devotionalia, remontagem do primeiro trabalho de Dias & Redwig sobre o Rio, feito em 1995 com a participação de cerca de 600 crianças que viviam nas ruas.

 Os dois artistas trabalham em dupla desde 1993 e já participaram de várias exposições internacionais de arte contemporânea, entre elas a Bienal de Veneza, em 1999, e Documenta de Kassel, na Alemanha, em 2007, além de duas bienais de São Paulo, em 1998 e 2001. No Rio, a última grande exposição de Dias & Redwig ocorreu em 2002, no Centro Cultural Banco do Brasil.

Até que a Rua nos Separe fica em cartaz até 30 de setembro, podendo ser visitada de terça a sexta-feira, das 11h às 18h, e aos sábados, domingos e feriados, das 11h às 17h. A entrada é franca e o Centro de Artes Hélio Oiticica, da prefeitura do Rio, fica na Rua Luís de Camões, 68, próximo à Praça Tiradentes, no centro.


CEPRO – Um Projeto de Cidadania, Educação e Cultura em Rio das Ostras.
Alameda Casimiro de Abreu , n° 292, 3º andar, sala 02 - Bairro Nova Esperança - centro
Rio das Ostras
Tel.: (22) 2760-6238 e Cel.:(22)9966-9436
E-mail: cepro.rj@gmail.com
Blog: http://cepro-rj.blogspot.com/

Comunidade no Orkut:
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=55263085
Twitter: http://www.twitter.com/CEPRO_RJ 

Nenhum comentário:

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA PARA ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA E DO CONSELHO FISCAL TRIÊNIO 2022-2025

    EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA PARA ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA E DO CONSELHO FISCAL TRIÊNIO 2022-2025   ...