sábado, 23 de agosto de 2014

Um milhão de árvores plantadas na Mata Atlântica


São diversas as razões pelas quais a Iniciativa Verde está comemorando a marca de 1.065.572 de árvores plantadas ao longo de seus quase nove anos de existência (que serão completados em novembro). O trabalho incessante de seus colaboradores aliado ao esforço de produtores rurais, agricultores, parceiros e simpatizantes resultou em inúmeros benefícios que acabaram por atingir de maneira positiva não só as pessoas que vivem no campo, mas também os moradores das cidades favorecidas pelos serviços ambientais prestados gratuitamente pelas florestas, por meio da regulação climática, regime de chuvas e qualidade do ar e da água entre outros.

Para se ter uma ideia do que representam essas um milhão de árvores: elas ocupam uma área de 644 hectares, tamanho correspondente a 904 campos de futebol do Maracanã (sede da final da Copa do Mundo de 2014) ou ainda, se estivessem enfileiradas, fariam uma fila de 2.144 quilômetros (equivalente à distância entre São Paulo e Salvador).

No que se refere à quantidade de dióxido de carbono captado, o montante ultrapassa 204 mil toneladas. Isto corresponde à 3,4 milhões de viagens aéreas entre São Paulo e Rio de Janeiro ou às emissões de um carro à gasolina rodando 1,5 bilhão de quilômetros. O que daria para percorrer 38 mil voltas ao redor da Terra!

Apoio à recuperação da Mata Atlântica

O bioma mais beneficiado ao longo da trajetória do trabalho desenvolvido pela Iniciativa Verde, sem dúvida, foi a Mata Atlântica. Os projetos desenvolvidos nos estados de São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Sul representam 97,6% do total de árvores plantadas e de hectares restaurados pela organização até o momento. As outras 2,4% mudas foram inseridas em projetos realizados na Amazônia brasileira.

Mais do que nunca, a relevância da atuação na Mata Atlântica está ratificada na atual crise da água pela qual passa o Sudeste, em especial o estado de São Paulo. Como os projetos da Iniciativa Verde são realizados prioritariamente em áreas degradadas de mananciais e nascentes que protegem e preservam as fontes de água, eles atendem diretamente aos interesses da sociedade.

A importância dos setores privado e público

A parceria com as empresas na compensação de atividades, processos produtivos e eventos foi o grande impulsionador da Iniciativa Verde no início de suas atividades e continua a exercer um papel fundamental. Empresas dos mais diversos setores e atividades como Leroy Merlin, Banco do Brasil, São Paulo Fashion Week, Caixa Seguros e Pinheiro Neto Advogados foram e continuam a ser alguns dos principais financiadores dos projetos de recomposição florestal. Em contrapartida, elas recebem o selo Carbon Free que atesta a compensação das emissões de gases de Efeito Estufa (GEE) de uma determinada ação ou processo (saiba mais sobre o Carbon Free).

Ao longo dos últimos anos, a Iniciativa Verde entrou forte na disputa por financiamentos via editais. Graças à seriedade atestada ao longo de sua existência, foi contemplada com a assinatura de contratos com o Instituto HSBC Solidariedade (Plano de Adaptação às Mudanças Climáticas no Litoral Sul de São Paulo) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o maior contrato estabelecido pela organização até o momento pelo qual foram plantadas cerca de metade de todas as árvores da organização. Mais recentemente foi assinado com a Petrobras o projeto Plantando Águas que possui cinco principais ações ligadas à adequação ambiental da paisagem rural. São elas: saneamento rural, educação ambiental, sistemas agroflorestais, recuperação de mata ciliar e inscrição no Cadastro Ambiental Rural (CAR).

O próximo 1.000.000

A Iniciativa Verde está consciente do tamanho dessa imensa tarefa que é recompor ao menos uma parte do bioma Mata Atlântica. Sem dúvida, um dos mais ricos, mas também dos mais degradadas do mundo ao longo da história. Ao mesmo tempo, está claro que os benefícios são tantos e tão abrangentes que os ganhos superam em muito esse utópico desafio.



CEPRO – Um Projeto de Cidadania, Educação e Cultura em Rio das Ostras.
Alameda Casimiro de Abreu , n° 292, 3º andar, sala 02 - Bairro Nova Esperança - centro
Rio das Ostras
Tel.: (22) 2771-8256 e Cel  9807-3974
E-mail:
cepro.rj@gmail.com
Blog:
http://cepro-rj.blogspot.com/
Twitter:
http://www.twitter.com/CEPRO_RJ 

 

Nenhum comentário: