quarta-feira, 25 de maio de 2011

NA CONTRAMÃO DA HISTÓRIA

Após dez anos de discussão, na noite de hoje o Código Florestal foi votado na Câmara dos Deputados. E infelizmente aprovado. O texto, que deveria proteger as florestas, prega exatamente o contrário, permite a devastação de grandes áreas de matas. Por 410 votos a favor, 63 contra e 1 abstenção, o projeto de lei do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) foi aprovado. O próximo passo é a apreciação e votação no Senado Federal. Depois, se nenhuma modificação for feita, será a vez da presidente Dilma Rousseff sancionar ou vetar o texto.

Para Márcio Astrini, responsável pela campanha de florestas do Greenpeace Brasil, os ruralistas aprovaram uma lei que beneficia alguns mas quem paga a conta é o resto do país. “Eles jogaram a ciência na lata do lixo e claramente legislam em causa própria e pelos seus financiadores de campanha”.

Astrini lembra que a tendência no mundo é exatamente oposta, proteger em vez de destruir. “Enquanto o mundo inteiro pagaria rios de ouro para ter a riqueza ambiental que o Brasil tem, que garante que o país seja um dos maiores produtores de alimento no mundo, os ruralistas votaram uma lei que estende um tapete vermelho para a destruição dessa riqueza que é o nosso futuro, apenas pensando no lucro imediato. O Código de Aldo é a contramão da história.”

Fonte:www.greenpeace.org/brasil

CEPRO – Um Projeto de Cidadania, Educação e Cultura em Rio das Ostras.
Avenida das Flores, n° 394 - Bairro Residencial Praia Âncora
Rio das Ostras
Tel.: (22) 2760-6238 e Cel.:(22)9966-9436
Comunidade no Orkut:

Nenhum comentário: