quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

O GRANDE ENRICO CARUSO

 

Enrico Caruso, nascido em Nápoles, Itália, no dia 25 de fevereiro de 1873, foi um famoso tenor considerado por muitos o maior intérprete de música lírica de todos os tempos, ficando eternizado pelo agudo mais potente já conhecido.

Começou sua carreira em 1894, aos 21 anos de idade, na cidade natal. Atuou em muitas óperas, como na estréia de Fedora e La Fanciulla Del West, do compositor italiano Giacomo Puccini. As suas mais famosas interpretações foram como Canio, na ópera I Pagliacci, de Leoncavallo, e como Radamés, em Aída, de Giuseppe Verdi.

O repertório de Caruso incluía cerca de 60 óperas, a maioria em italiano, embora ele tenha cantado também em francês, inglês, espanhol e latim, além do dialeto napolitano, das canções populares de sua terra natal. Cantou cerca de 500 canções.

Caruso apostou na nova tecnologia daquela época de gravação de som em discos de cera e fez as primeiras 20 gravações em Milão, em 1895. Em 1903, foi para Nova Iorque e, no mesmo ano, deu início a gravações fonográficas pela Victor Talking Machine, antecessora da RCA Victor. Caruso foi um dos primeiros a gravar discos em grande escola. A indústria fonográfica e o cantor tiveram uma estreita relação, que ajudou a promover comercialmente a ambos, nas duas primeiras décadas do século XX.

Seus biógrafos atribuem sua fama não só a sua voz e musicalidade, mas também a um senso comercial e um apoio entusiástico dos comerciais de gravação de som. Caruso participou da primeira transmissão de rádio pública nos Estados Unidos, em 1910.

Caruso teve vida profissional muito intensa e chegou a participar, por exemplo, de um grande concerto no teatro La Scala, de Milão, em fevereiro de 1901, sob a regência do célebre maestro Arturo Toscanini, para marcar a morte do grande compositor lírico Giuseppe Verdi.

Durante sua vida, Caruso recebeu muitas encomendas, condecorações, depoimentos e outros tipos de honrarias de monarcas, governos e diversos organismos culturais de várias nações.

Caruso faleceu em Nápoles, há noventa anos, no dia 02 de agosto de 1921, aos 48 anos de idade.

Sua vida foi tema de um filme americano de ficção, intitulado O grande Caruso, de 1951, com o cantor lírico Mario Lanza interpretando o papel de Caruso.

Apesar da distância que nos separa de sua época, Enrico Caruso contínua sendo lembrado pelo seu legado artístico e importante pioneirismo.

Diretoria do CEPRO

Fonte: Enciclopédia Wikipédia


CEPRO – Um Projeto de Cidadania, Educação e Cultura em Rio das Ostras.
Avenida das Flores, n° 394 - Bairro Residencial Praia Âncora
Rio das Ostras
Tel.: (22) 2760-6238 e Cel.:(22)9966-9436

Comunidade no Orkut:

Nenhum comentário: