sábado, 24 de janeiro de 2009

Globalizar a resistência



Começo de ano que prenuncia bons ventos com cheirinho de novidade aqui e ali. Tempos que nos trazem renovadas esperanças e novos desafios.
Por aqui o momento é de férias e Rio das Ostras, a “pérola entre o rio e o mar”, tem recebido turistas de vários cantos do país e do exterior em busca de seus aprazíveis recantos e praias paradisíacas. Isto se São Pedro, que também é nosso amigo, caprichar na forcinha...
Estamos no período de férias escolares, para o justo descanso dos nossos alunos. Para eles, os momentos de descontração e lazer, proporcionados pelos dias de sol e de praia. Já para os professores, férias é uma questão de direito. Esse tempo é primordial para que educadores e gestores recomponham as energias, avaliem suas ações e se preparem para mais um período letivo.
E como os tempos são mesmo de novidades, o CEPRO – Centro Cultural de Educação Popular de Rio das Ostras – esta realizando sua primeira Colônia de Férias. Sucesso absoluto. Com atividades lúdicas e divertidas para as crianças e adolescentes de nossa cidade, os educadores do Cepro colocaram literalmente mãos à massa, para a felicidade das crianças e dos papais.
A Colônia de Férias do CEPRO é mais uma iniciativa da diretoria desta entidade, no sentido de manter o compromisso no desenvolvimento de projetos que valorizem a nossa comunidade, em favor da melhoria e avanços na sua qualidade de vida.
Voltando os olhos para além de nossas fronteiras, os novos tempos marcam o fim da era Bush. Um governo que termina de forma melancólica, depois de uma série de erros em sua política externa e de lançar o país em sua pior crise desde a Grande Depressão de 1929.
Bush agora é passado. Deixa para trás sua triste memória e as marcas sangrentas das guerras do Afeganistão e Iraque e a imagem que certamente ficará na lembrança de muitos de nós: a sapatada histórica.
Os olhares se voltam para o novo presidente, Barack Obama. O primeiro cidadão negro americano a ocupar a Casa Branca, cujo mandato está cercado de grande expectativa, especialmente entre os americanos.
Pela nossa formação, fica o registro de que não estamos acostumados a que um homem sozinho transforme a história, ainda mais quando o sistema que o elegeu se mantém quase inalterado. Mas, sem dúvida, é bastante especial e simbólica esta vitória para o mundo contemporâneo.
São possibilidades que se apresentam sob os auspícios da transformação. E neste sentido, é fundamental lembrar que entre os dias 27 de janeiro e 1º de fevereiro acontece em Belém, no Pará, o Fórum Social Mundial (FSM). Lá, milhares de militantes de todo mundo irão discutir a Amazônia diante dos repetidos alertas dos ambientalistas sobre os perigos do aquecimento global e da crise climática.
Como registramos em nosso artigo anterior, nesta VIII edição do FSM será também tratada a utopia de Um Outro Mundo Possível, conforme o consagrado lema do Fórum.
E para explicar um pouco esta história, busquei carona no pensamento do sociólogo português Boaventura de Sousa Santos. Segundo ele, “No fundo, a busca do Fórum Social Mundial por uma sociedade alternativa começou com a crise que agora atinge o sistema. (...) Por isso que a gente diz que um outro mundo é possível, é um ‘outro mundo’ por que não sabemos qual é exatamente esse mundo”.
Chamo a atenção para outro movimento que acontece para além de nossas 200 milhas, e que merece todo o nosso apoio e destaque, o Congresso de Pedagogia 2009. Entre os dias 25 e 30 de janeiro, Educadores de diversas partes do mundo se reunirão Havana, Cuba. A pequena e mais famosa Ilha do Caribe tem resistido, heroicamente, ao cerco e embargo dos EUA, há várias décadas.
O povo cubano na sua história de resistência ativa tem dado prova do quanto vale a solidariedade e do quanto podemos e devemos aprender com todas essas vivências e experiências, que apontam para a meta maior, que é o movimento social internacionalizado: avançar diante dos desafios das lutas globais.
Em tempos de globalização, também é necessário globalizar a resistência.

Profª Guilhermina Rocha
Especialista em Educação e Historiadora
Presidente do CEPRO
guilherminarocha@oi.com.br

Centro Cultural de Educação Popular de Rio das Ostras
Avenida das Flores nº 394 – Bairro Residencial Praia Âncora
Rio das Ostras
Telefone: (22) 2760-6238
E-mail:
cepro.rj@gmail.com
blog: cepro-rj.blospot.com

Nenhum comentário:

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA PARA ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA E DO CONSELHO FISCAL TRIÊNIO 2022-2025

    EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA PARA ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA E DO CONSELHO FISCAL TRIÊNIO 2022-2025   ...